Pacote de lançamento do Docker 1.9

Standard

O Docker mantém seu ritmo pesado de novidades e lança um “pacotão” de novas funcionalidades e melhorias de algumas já existentes.

images

Imagem adaptada de fernandoike

Veremos aqui um pequeno resumo do que foi lançado.

Rede virtual Multi-host

Na versão 1.9 é possível gerenciar redes virtuais e expandir isso para multiplos hosts distintos. Esse assunto será melhor explicado em artigo futuro aqui mesmo no blog. Fiquem atentos a novidades logo.

Storage persistente

Esse suporte foi apresentado no Docker 1.8 e agora foi melhorado o suporte a plugins de storage externos. O processo ficou bem mais simples. Vejamos o exemplo do plugin flocker:
$ docker volume create -d flocker --name=myvolume
$ docker run -v myvolume:/data busybox sh -c "echo hello > /data/file.txt"
$ docker run -v myvolume:/data busybox sh -c "cat /data/file.txt"

Se você não faz ideia do que se tratar Storage persistente, fique ligado nas próximas publicações. Farei um post especificamente sobre isso logo.

Outras novidades sobre o Docker Engine 1.9

Argumentos em tempo de build no Dockerfile:  Agora é possível definir arqumentos no Dockerfile que podem ser passados para o docker build. Por exemplo, você pode definir HTTP_PROXY, customizar qual versão da dependência ser instalado e etc.

Pull de imagens concorrentes: Chega de problemas com “Layer already being pulled by another client”, agora será possível baixar concorrentemente as imagens sem problema.

Sinais de saída customizado: A instrução “STOPSIGNAL” pode ser usada no Dockerfile para especificar qual sinal será enviado para sua aplicação quando o docker parar.

Driver de log AWS CloudWatch: Se você usa AWS, agora você pode mandar os seus logs diretamente para o CloudWatch.

Métricas de I/O de disco: o comando docker stats exibirá métricas de disco do container.

Outros lançamentos

A Docker costuma fazer lançamento de todos seus projetos juntos. E no lançamento do Docker Engine 1.9 não será diferente.

O Docker compose chega a sua versão 1.5, com as seguintes novidades:

Suporte a Windows: agora pode ser utilizado no Windows e será incluído no Docker Toolbox for Windows.
Váriavel de ambiente no Compose files: Agora você pode usar variáveis de ambiente para configurar seu compose file em momento de execução.

Suporte melhorado para múltiplos ambientes: Agora você pode especificar um arquivo base que inclui as definições de estrutura da sua aplicação e sobrescrever com arquivos específicos para diferentes ambientes de desenvolvimento, teste e produção.Veja mais informações nesse guia.

Integração com rede virtual: Suporte experimental a nova tecnologia de rede do docker engine 1.9, ou seja, utilizando o Docker Swarm será possível trabalhar com múltiplos hosts. Veja maiores detalhes aqui.

Validação do compose file: Agora será realizado uma validação do compose file e uma melhor saída de erro será apresentada para ajudar a entender o que acontece de errado com seu compose.

Temos também o lançamento do Docker Swarm 1.0, que agora pode ser encarado como pronto para produção. E não podemos esquecer do lançamento do Registry, que chega na sua versão 2.2.

Para a visualização do artigo oficial de lançamento, veja esse link.