Escrevendo um livro digital como entrega contínua parte 1

Standard

Objetivo

A ideia dessa série de artigos é compartilhar a minha experiência de escrever um livro digital sem esforço sobre-humano, ou seja, você não se sentirá necessariamente pressionado a depender de um resultado financeiro do seu livro, pois a ideia é que ele não impacte muito nas suas horas livres.

download-2

No meu caso a falta de tempo foi fruto de uma má distribuição e priorização das minhas atividades, e depois que organizei previamente minhas tarefas diárias e assim eu consegui realizar mais atividades no fim do dia. Eu não vou aprofundar nesse assunto, pois já existem diversas técnicas de como fazer isso disponível na internet.

Um outro assunto que pretendo falar é sobre a entrega contínua do material, pois eu entregava um livro atualizado a cada artigo produzido e assim ter um rápido retorno de críticas sobre o produto.

Com esse rápido retorno é possível inclusive você mudar a estrutura do conteúdo apresentado. Exemplo: Caso seu público já domine o conteúdo que você está construindo, você pode aumentar o nível nos próximos artigos.

Escolhendo o tema do livro

Antes de escrever, eu precisei decidir qual assunto seria tratado no livro. Não apenas superficialmente falando (Ex. Docker, NodeJS e afins), pois é necessário saber para qual foco será esse material.

Utilizando o exemplo do Docker, podem ser criados diversos livros, cada um com um foco distinto. No meu caso eu fiz um focado para o desenvolvedor, ou seja, a minha ideia era explicar o mínimo necessário para ele entender o que estava utilizando e então explicar como uma aplicação simples escrita em python deveria ser modificada para ser “Dockerizada”.

Escolher o foco é importante, inclusive para você saber se seu livro é relevante ou não, pois nada é mais frustrante do que dedicar tempo para algo e depois descobrir que já tem um produto igualzinho pronto. Não quero com isso desestimular que você escreva livros iniciantes, caso já existam vários para esse público.

Não menospreze conteúdo básico

A maioria das pessoas normalmente está sempre começando a aprender algo novo, sendo assim dedique um tempo para trabalhar em um conteúdo bem estruturado para transmitir de forma didática, simples, direta e com exemplos práticos o que você sabe.

A maioria do conteúdo que tenho lido pela internet são ótimos materiais de referência e consulta, mas normalmente não são bons para quem tá começando “do zero”. Se você realmente está interessado em compartilhar o que você sabe, para alguém que realmente não sabe nada do assunto, dedique um pouco de tempo para organizar um conteúdo que apresente gradualmente novos conceitos e ideias, sempre contextualizando termos e paradigmas novos. Evite achar que o leitor tem conhecimento intermediário em alguma parte do seu conteúdo técnico.

Organize seu conteúdo em um índice

Antes de começar a escrever qualquer artigo eu fiz um índice e me preparei psicologicamente para mudá-lo no futuro, caso necessário. E ele mudou bastante.

Ordenei os assuntos pensando no meu público alvo, ou seja, apresentei cada conteúdo e termo novo de forma gradual. Isso quer dizer que você deve pensar as dependências entre os capítulos. Exemplo: Caso seu público seja iniciante, e você precise falar de comunicação entre contêineres, é importante falar sobre redes no docker e afins.

Nos próximos artigos dessa série falarei mais sobre a estruturação de conteúdo e algumas dicas de como usar bem seu tempo para produzir de forma constante e não perder o ritmo.

 

  • Juliana Fernandes

    Muito bom! Quero dicas como gerenciar o tempo depois, mas isso fica pra uma outra thread haha 🙂

  • somatorio

    Uma dúvida que eu tenho desde que ouvi falar sobre o livro, tu já via o processo de CD desde o ínicio ou notou isso enquanto escrevia?

    • Eu percebi isso enquanto escrevia.. 🙂

  • Muito bom o post. Algumas dicas aqui já me ajudou em futuras idéias 🙂